Arena Tensai - O retorno

Ola senhores e senhoras! A Arena Tensai foi um forum de RPG interpretativo à muitos anos atrás (mesma época do orkut) e está na hora de voltar a ativa!


    Luffy X Sinbad

    Compartilhe
    avatar
    ale_allen
    Admin

    Mensagens : 33
    Data de inscrição : 03/02/2016

    Luffy X Sinbad

    Mensagem por ale_allen em Sex Mar 24, 2017 12:02 am





    Modelo de luta: Resumo (NÃO ESQUECER)- Prologo + 3 Rounds + Interrupção de um dos juízes

    Modelo de julgamento: Criatividade (Do prologo ao final da luta) + Coerência (Danos, movimentos, etc) + Interpretação do Personagem

    Juízes: Allen - Chrono - Sieg (Obs: Julgamentos individuais)




    Arena:
    ARENA ARCA DE NOÉ - D-GRAY MAN (Horário: 14:00 AM)

    Tem a forma de um cubo grande suspensa no ar. No interior, que abriga uma cidade que tem muitas casas brancas e cada casa uma respectiva porta.

    Allen irá colocar o Luffy na arca e a Rhode irá colocar o Sinbad na arca (Sejam criativos na forma e é de livre interpretação, precisar da minha ajuda quanto aos personagens chamar no whats)


    LUFFY INICIA
    avatar
    TheCroco

    Mensagens : 25
    Data de inscrição : 29/01/2016

    PROLOGO - UMA AVENTURA NUM MUNDO NOVO

    Mensagem por TheCroco em Sab Mar 25, 2017 10:36 pm

    Resumo


    Monkey D. Luffy, também conhecido como "Luffy do Chapéu de Palha" ou "Chapéu de Palha", é um pirata e o principal protagonista do anime e mangá, One Piece. Ele é o filho do comandante do Exército Revolucionário, Monkey D. Dragon, neto do famoso Marinheiro, Monkey D. Garp, irmão adotivo de Ace e Sabo, filho adotivo de uma bandida da montanha, Curly Dadan.

    Seu sonho é se tornar o rei dos piratas por encontrar o lendário tesouro deixado para trás pelo falecido Rei dos Piratas, Gol D. Roger. Ele acredita que ser o Rei dos Piratas significa ter a maior liberdade no mundo.  Ele comeu a Gomu Gomu no Mi, que o tornou um Homem de Borracha.  Como o fundador e capitão dos Piratas do Chapéu de Palha, ele é o primeiro membro da tripulação, bem como um dos três melhores lutadores junto com Zoro e Sanji.  


    PROLOGO - UMA AVENTURA NUM MUNDO NOVO


    - EI, NAAAAAMI, OOOOI, SAAAAANJIII!!! Gritava o chapéu de palha para longe tentando achar os dois integrantes da tripulação de seu navio.

    - Já não acho os outros, agora também perdi a Nami e o Sanji.
    Dizia para si mesmo enquanto corria pela grande cidade portenha.
    - EI, VOCÊ AI!! Você é o Mugiwara, não é? Grita um dos comerciantes do local ferozmente para o pirata. – ME AJUDE!!!

    - Agora eu não posso, estou tentando achar meus nakamas!
    Suas palavras eram secas, porém o pirata não demonstrava estar mentindo, o que deixa o comerciante sem graça.

    - Por favor, MUGIWARA!! Eles pegaram minha filha. Não consegui pagar o imposto desse mês e eles levaram a minha filha!!!!

    Silenciosamente o garoto de borracha observa o comerciante.

    - Onde eles estão? Pergunta o garoto com um tom sério.

    Vários Minutos depois o pirata chega até a pequena mansão do prefeito da cidade, um grande portão elétrico era a fachada do local. Apesar da cidade portenha ser extremamente bonita e verde, era possível perceber que ali o ar era seco, areia predominava no local e todas as pessoas da cidade evitavam passar por perto dali.

    - OOOIIII!!!! TEM ALGUÉM EM CASA??
    Mesmo com seus berros nota que ninguém vem atende-lo. Mesmo sendo uma mansão, o pirata não conseguia observar nenhum funcionário.

    Com um simples soco o garoto quebra o portão, fazendo um imenso barulho e levantando a poeira do local. Logo em seguida uma garota passa do seu lado correndo, sua aparencia lembrava o comerciante porém Luffy não percebe este fato. Após algum tempo de caminhada consegue achar a entrada para um grande sala.

    - NAAMMII! O que você está fazendo aqui?




    Nami - Navegadora do chapéu de palha

    - EIII LUUFLLLYYY, EU ESTABA HARRRR, EU ESTAVA ANDANDO E ESSE BOM HOMEM ME CHAMOU DIZENDO QUE TINHA MUITO OURO E BEBIDA PARA A TRIPULAÇÃO DO CHAPÉU DE PALHA! Dizia a garota bêbada, Nami. Navegadora da tripulação do chapéu de palha e com um grande problema de se interessar muito por dinheiro fácil. A garota claramente estava bêbada e não se preocupava de estar jogada ao chão, suas vestes curtas e aparência sexy eram fáceis atrativos para malfeitores.

    - Ei, você. Chapéu de palha, não é? Um voz grave ecoa na sala.

    - Ei, é você que trouxe a Nami para cá? Com um olhar completamente sério, pergunta o pirata para o homem.

    - Sim, fui eu. Fala o homem enquanto saia da sombra do canto da sala em direção ao pirata. Um homem gordo, com chapéu parecido com o de Luffy, de palha. Apesar de ser caucasiano, sua pele era quase negra, por tanta sujeira acumulada em seu corpo, claramente o homem não tomava banho há tempos.

    - Vamos embora, Nami. Dizia calmamente enquanto pegava e carregava sua navegadora nas costas.

    - Ei moleque! Estou falando com você! Enquanto gritava para o pirata, o homem emanava uma estranha energia de sua mão direita. - Graças a uma de suas lutas anos atrás, meu comercio foi destruído e minha família me abandonou. Você vai pagar!

    Enquanto a energia emanada da mão do homem aumentava, Luffy deixa Nami (que já dormia de bêbada) no chão e fica de frente para o homem.

    - Vou acabar com você assim como acabei com o prefeito da cidade!!
    Em seguida o homem desfere a energia de coloração verde para o pirata, que reage socando a energia em direção ao homem. Porém seu soco acaba sendo ineficaz, e a energia logo toma todo o corpo de Luffy que fica imóvel.

    - O QUE VOCÊ FEZ?! Grita o pirata enquanto tenta olhar para Nami e ver se esta esta a salvo.

    - HAHAHA!!! Essa mulher serviu muito bem de isca para atrair você até aqui! Agora eu vou conseguir minha vingança! Enquanto falava o homem força sua mão direita, claramente imobilizando o pirata.

    - Depois de perder meu comercio, eu consegui roubar uma Akuma no Mi! Agora possuo o poder para te derrotar! Essa é a Dimension Dimension no Mi, com ela vou lhe mandar para outra dimensão e nunca mais irei ficar sabendo de você novamente!


    Ao final de suas palavras, o pirata sem conseguir se mover, apenas fica com uma olhar completamente surpreso, e logo em seguida desaparece completamente junto com a energia verde que o tomanav por completo.

    - HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!
    Ria loucamente o homem após ver que seu plano havia funcionado completamente.




    NUM OUTRO LUGAR



    O Sol era forte, parecia ser o mesmo horário de quando Luffy confrontou o homem para salvar Nami. Quando se deu por si, o pirata observara o seu reflexo numa janela. Ao olhar em volta vê que a aparência da cidade era completamente diferente de tudo que já viu, uma aparência gótica e não linear tomava todas as construções da grande rua que estava. As pessoas usavam roupas chiques para seu conhecimento. O que ali naquele lugar era normal, para o Pirata era algo completamente diferente.

    - Ei, você sabe onde estamos? Preciso voltar pra casa. Dizia o pirata coçando o nariz após abordar um garoto de cabelos brancos que caminhava por aquela rua.


    Tal garoto se tratava de Allen walker, um exorcista da ordem negra que fazia compras naquele dia de folga junto de seu pequeno golem Timcanpy. Suas roupas eram diferentes das outras pessoas, mas também não eram semelhantes das que o pirata conhecia. Seus cabelos brancos e cicatriz vermelha cobrindo grande parte do seu lado esquerdo do rosto, não surpreendiam o garoto pirata a sua frente.


    Allen Walker - Exorcista da ordem Negra

    - Você, precisa voltar pra casa? ...AAHÁ!



    O garoto de cabelos brancos demonstra entender completamente a situação, apontando para o pirata que apenas sorri em resposta ao garoto.

    - Shishishi!! Você é engraçado! Pode ser apenas o bom clima, ou o lugar calmo a sua volta, porém o pirata sabia que aquele ali era alguém bom, alguém que compartilha de grandes histórias e que poderia ser aquele que lhe ajudaria a voltar para casa. Era como se os protagonistas de suas histórias batessem de frente. O garoto com a cicatriz vermelha não dizia nada, porém sentira o mesmo em relação ao garoto pirata.

    - Primeiro precisamos mudar essa sua roupa para que ninguém desconfie de onde veio.
    Dizia o garoto enquanto seu pequeno golem rodeava Luffy e o mesmo brincava com o ser amarelo.

    Minutos depois, Luffy portando um camisa aberta florida que o garoto de cabelos brancos comprara, ainda mantinha um ar suspeito naquele lugar, seu short e chinelo ainda mantinham aquela desconfiança nas pessoas em volta.

    - Você sabe o que está acontecendo? Pergunta o pirata para o garoto. Com um semblante totalmente despreocupado.

    - Sim, estão acontecendo casos parecidos como o seu por aqui, ultimamente...
    As palavras do garoto não revelavam nada ao pirata, mas causava grande descontentamento no exorcista. - Já sei!

    Após correrem para um beco, um grande círculo branco surge debaixo de ambos com a numeração 50. Logo um portal é criado e ambos caem no mesmo.

    - Aqui estamos! Dizia o garoto de cabelos brancos enquanto abria a porta e ambos entravam num grande local, parecendo haver várias casas com centenas de portas.

    - Que bonito!!! Aqui é sua casa?
    Perguntava o pirata euforicamente para o garoto.

    - Algo parecido, por favor espere por aqui vou até a sala principal.
    O Garoto por algum motivo sabia que luffy vinha de outra dimensão, e que a Arca tinha o poder necessário para retorná-lo ao mundo de onde veio.

    Luffy então aguarda calmamente enquanto observa o local e seu horizonte euforicamente.


    Monkey D. Luffy - O protagonista dessa história e o homem que será o Rei dos Piratas.
    avatar
    DemonCaim

    Mensagens : 14
    Data de inscrição : 05/02/2016

    Re: Luffy X Sinbad

    Mensagem por DemonCaim em Qui Mar 30, 2017 4:32 am

    “Sinbad um garoto de 16 anos, mulherengo, mas com um grande coração sempre disposto a ajudar as pessoas, o primeiro capturador de masmorras, usa seus poderes para mudar o mundo, sempre almejando um mundo sem guerra.
    Quando criança viu seu pai ir obrigado à guerra da qual nunca mais voltou, quando jovem perdeu sua mãe que sucumbiu de uma doença.
    Agora ele comanda uma grande companhia mercante, viajando o mundo fazendo aliança com reis e governantes”.



    Saindo da última cidade, Sinbad conseguia firmar mais um acordo, mesmo que para isso precisou derrotar o governante daquela inóspita cidade, chegou ao seu navio a passos largos corpo levemente curvado para trás, as mãos com os dedos entrelaçados, estavam servindo de apoio para a nuca do rapaz, um sorriso estonteante de missão comprida.
    Conversava com sua tripulação, para ver qual seu próximo destino, Ja’far prontamente sacava um pequeno pergaminha enrolado em duas hastes de madeira, ia desenrolando o mesmo o que revelava um mapa.
    O jovem rapaz olhava para o mapa, e logo descobria onde seria o próximo destino.

    Depois de dois dias navegando, chegou ao seu possível destino, uma cidade, aparência gótica, construções a perder de vista, Sinbad e Ja’far seguiram sozinhos, percorriam grandes ruas o sol estava forte o que fazia o garoto resmungar sobre o calor.
    Sinbad encontrou ao longe uma garota, aparência infantil, quase da mesma idade que Ja’far, se aproximou da mesma e com um sorriso sínico segurou na mão da menina.


    -Será que esta bela e jovem garota poderia me informar onde posso encontrar o Conde? - Sinbad usava de seu charme para sensualizar com a garota e assim conseguindo uma valiosa informação.



    A menina sorria para Sinbad, aparentemente havia dado certo.



    -Não sei o que procura, mas se quer ver o conde eu posso te levar lá.

    Rhode seguia por uma rua acompanhada de Sinbad e Ja’far, e quando chegavam a um beco escuro a mesma parava e olhava para os garotos.

    -Somente você poderá ir comigo, o jovenzinho tem que ficar.

    -De acordo. Ja’far, fique e conheça mais da cidade e seus costumes, e vê se tem algum lugar para vender e comprar novas mercadorias, este lugar parece ter coisas muito valiosas.

    -Pode deixar chefe.

    Rhode segurava a mão de Sinbad e em poucos segundos já estavam em um lugar diferente, inúmeras casas de cor branca cada uma com uma porta, parecia uma grande cidade, mas a energia naquele lugar lhe era familiar.

    “Isso, Isso parece uma masmorra, a energia, sera que o conde poderia ser um Djin”

    -O conde está lá, se quer falar com ele é só seguir nessa direção.

    Rhode apontava o caminho e Sinbad ia seguindo, sempre atento a tudo se preparando pra qualquer armadilha, mas o que lhe chamou mesmo a atenção foi um sujeito que estava parado observando o lugar, Sinbad se aproximava do mesmo, já com a mão na guarda de sua cimitarra, e quando estava a uma distância segura questionava.

    -Você é o Conde?

    “se este for um dos capturadores de masmorras, então deverei impedi-lo, preciso de todo o poder necessário para mudar o mundo, mas se ele for um inimigo valioso ele poderá mudar o mundo comigo”

    Sinbad ficava esperando uma resposta do rapaz, mas sempre atento a qualquer ataque sorrateiro.
    avatar
    TheCroco

    Mensagens : 25
    Data de inscrição : 29/01/2016

    Round 1 - Reddo Hõku

    Mensagem por TheCroco em Sab Abr 01, 2017 9:45 pm

    “Você é o conde?”


    - Luffy se afaste!!

    Gritava ao fundo Allen enquanto vinha da sala principal na direção contrária do garoto de cabelo longo.



    - Hm? Ei Allen, um garoto apareceu dizendo que sou conde hihi..
    Dizia o pirata sorrindo ao exorcista. Sua guarda estava completamente aberta, não sentia perigo ao ficar perto do garoto.

    - La no fundo, olhe bem.. Aquela é Kamelot. Se ela está com ele, então não deve confiar nessa pessoa.  Com um tom firme, Allen se aproxima de Luffy em posição defensiva. Timcanpy voava ao redor do exorcista e do pirata rapidamente, sua agitação não era normal, até o pequeno golem sentia que algo estava estranho.

    - Meu nome é Luffy, você é o responsável por eu estar nesse lugar?
    A expressão do pirata agora já era séria, seus olhos olhavam firmemente para o garoto. - Preciso voltar para meus nakamas, Nami ainda pode estar em perigo!


    - A arca está em conflito no momento, acho que isso é tudo obra deles. Enquanto eles estiverem aqui não conseguirei te enviar de volta.

    Ao fim de suas palavras o exorcista começa a exalar uma luz verde de seu corpo, que vai ficando mais forte em instantes logo tomando todo seu corpo, até que uma forte luz emana, e num piscar de olhos, sua aparência muda de forma. Plumas surgem envolta de seus ombros, e longas garras negras surgem em sua mão direita.

    Forma Crown Clown

    - Não se preocupe, não vai demorar. Até a voz do exorcista já não parecia ser a mesma, era um tom seco e firme. Seus cabelos agora eram mais ponte agudos, sua expressão era séria. Esta era uma das formas de sua inocência, a Crown clown.



    - Não! Ele é meu oponente. Retruca o pirata com um semblante sério. Seu chapéu de palha contrastava à sua sombra enquanto ficava em silencio.




    Equanto escutava as palavras de Luffy, surge do exorcista um tipo de lupa dupla em seu olho esquerdo, uma grande tomando toda a extensão do seu olho e outra muito menor um pouco mais acima pela lateral esquerda. Sua pupila, passava a ter um formato de estrela, de coloração vermelha.

    Olho amaldiçoado, nível 3

    - Esse garoto, ele não é um Akuma, ele é humano. O que está acontecendo aqui? Dizia Allen enquanto seu olho e lupa ajustavam sua visão para o garoto, revelando apenas uma aura roxa e forte, mas nada algo que parecia ser um akuma como de praxe.




    Neste momento o pirata estende seu braço direito para trás em algumas dezenas de metros. Ao fim, é possível ver uma maior quantidade de massa indo até em direção à sua mão, como se espremesse um tubo até o seu final.

    - Tome cuidado! Grita Allen ao observar o movimento do pirata, enquanto pula para uma grande distância atrás de Luffy no teto de uma das casas. Ainda mantinha a forma crown clown, caso necessitasse. O pequeno golem Timcanpy pairava em sua cabeça junto do exorcista.




    - Gear Second, Busoshoku. Logo seu braço direito por inteiro mudava de cor, passara a ser de um vermelho intenso, onde muito vapor instantaneamente começava a exalar por toda a extensão de seu braço, logo o vermelho carmesim passava para uma coloração toda negra brilhante.


    - Gomu Gomu noooo...
    enquanto recitava tais palavras, seu braço agora negro passava a entrar em combustão, o vapor logo se transformava em fogo puro, deixando seu braço direito inflamando por completo.



    - Red Hawk!!!


    Ao final de suas palavras o pirata usando da distância tomada pelo seu braço graças a sua akuma no mi e utilizando do reforço de seu haki Busoshoku koka, desfere o golpe em direção ao garoto numa velocidade imensa devido à sua segunda marcha ativa. A intensidade do golpe somado com a combustão do fogo faz com quem o movimento saia destruindo o chão e causando grande impacto nas laterais do mesmo enquanto vai em direção ao garoto.
    avatar
    DemonCaim

    Mensagens : 14
    Data de inscrição : 05/02/2016

    Re: Luffy X Sinbad

    Mensagem por DemonCaim em Qua Abr 05, 2017 3:17 am

    Sinbad se mantinha atento, mesmo com a chegada do rapaz de cabelos brancos.
    O Mesmo se transformava, o que despertava interesse no jovem de cabelos longos, seria aquele um capturador, poderia ele ter um receptáculo de metal, e já ter poder o suficiente para controlar, ao que tudo indicava sim, e aquele lugar parecia ser outra masmorra.

    “ele é meu oponente”.

    Não entendia bem o que acontecia, Sinbad havia viajado dias até aquele local para fornecer suas mercadorias, mas ao que parece se envolveu com a pessoa errada, a garota outrora mencionada parecia perturbar a paz daqueles garotos, o que fez com que os mesmos agissem com hostilidade.

    -Espera gente, eu só vim negociar um acordo de…

    Antes de concluir sua frase o rapaz com um engraçado chapéu de palha esticava por metros o seu braço para trás, algo monstruoso, um poder nunca visto pelo marinheiro.

    “Seria ele um guerreiro Djin, e ele serve a este rapaz com garras em sua mão, que tipo de poder teria esse garoto”.

    Em meio aos seus devaneios viu o braço elástico do garoto tomar uma cor negra e logo em seguida entrar em combustão pouco tempo depois um soco fora desferido, percorrendo toda a distância que o braço havia atingido, tendo como alvo o jovem Sinbad, uma velocidade incrível e uma distância igualmente incrível faria um grande estrago, isso já era visto pelo solo que por onde o punho passava deixava rastro de destruição, nem as casas eram poupadas, Sinbad observou bem, e como desde criança sempre sabia o que fazer e para onde ir, respirou fundo e arqueou as pernas, e quando o braço estivesse perto de colidir com seu corpo o jovem saltaria, usando do vórtice que a velocidade e distância criaria para ser empurrado para mais alto sem sofrer danos, e com um movimento giratório de seu corpo conhecido como “mortal” cairia sobre uma das casas em pé.

    “Não posso babear aqui, só pode haver um rei, e este serei eu”

    Sinbad sacava sua cimitarra, e na ponta da mesma havia um símbolo que brilhava em um tom azulado, o jovem mirava a ponta da lâmina contra o seu algoz, sorria, e balbuciava.



    -Bararaq.



    Toda a extremidade da lâmina tomava o mesmo tom azulado do símbolo, pequenas fagulhas saia da lâmina, e repentinamente, uma grande onde de choque tomava a lâmina, gerando uma grande quantidade de energia elétrica, e disparava toda aquela energia contra o corpo do jovem de grandes braços.

    Com a distração Sinbad corria pelo telhado e saltava, na direção de seu algoz, cairia sobre o mesmo golpeando com as duas pernas visando a cabeça do mesmo pegando impulso e caindo ao lado do mesmo empunhando a espada com ambas as mãos fazendo um golpe de cima para baixo, visando um corte vertical semi-fatal em seu oponente.

    -Somente um poderá ser o rei.


    Última edição por DemonCaim em Sab Abr 08, 2017 2:47 pm, editado 1 vez(es)
    avatar
    TheCroco

    Mensagens : 25
    Data de inscrição : 29/01/2016

    Round 2 - Hõku Gatoringu

    Mensagem por TheCroco em Qua Abr 05, 2017 8:55 am

    “Bararaq.”



    Era a única coisa que o pirata escutava logo em seguida de seu golpe. Após observar o garoto se esquivar sem muito esforço, Luffy não demonstrou reação após ouvir tais palavras, sendo pego de surpresa por uma grande quantidade de energia elétrica que era disparada em direção ao mesmo. Como havia usado da segunda marcha apenas em seu braço direito, que agora, após o golpe, já estava em seu formato normal novamente, o corpo do pirata recebe o golpe de frente, causando uma grande explosão de choque sobre o mesmo.


    LUFFYYY!! Gritava o exorcista enquanto um grande feixe de luz tomava parte do local graças a forte eletricidade.


    Mas... como? Allen ficara surpreso, pois em sua visão via o pirata intacto.




    Considerar traje florido


    Um pouco de fumaça tomava algumas partes do corpo do pirata devido à grande carga de eletricidade que havia recebido, mas fora isso, não havia sofrido dano algum. Graças a seu corpo de borracha, golpes e eletricidade não surtem efeito contra o pirata. Seu chapéu, porém, estava pendurado em suas costas. Provavelmente a única ação que tomou no intuito de proteger aquilo do golpe que lhe foi dado.

    Logo acima de sua cabeça vinha o garoto golpeando com os pés o pirata. Aproveitando da situação, tenta pegar Luffy desprevenido, porém com alguns movimentos simples para o lado esquerdo o pirata consegue desviar do ataque sorrateiro do garoto, que na sequência usando do impulso do pulo ao chegar ao chão, desfere um golpe vertical com ambas as mãos utilizando de sua espada contra o pirata.



    Agora com um grande esforço para acompanhar a velocidade do garoto, Luffy utiliza de seu busoshoku para fortalecer ambos os braços com seu Haki do armamento, defendendo o golpe daquele que ficara perto de si.



    “- Somente um poderá ser o Rei.”




    O Gatilho que faltava havia sido apertado. As palavras do garoto em instantes fazem com que Luffy entenda que o mesmo por algum motivo, tenha em mente machucar seus amigos ou tenha algum tipo de envolvimento com a marinha. Não importava, o pirata já se enfurecia enquanto a imagem e preocupação com seus amigos tomavam conta.

    - Protegerei meus Nakamas.


    Vapor começava a exalar novamente de seu braço, mas diferente da situação anterior que apenas seu braço direito era afetado, agora todo o seu corpo exalava fumaça. Veias grandes e grossas se entrelaçavam dentre suas pernas, pés e braços, enquanto a coloração de sua pele logo mudara para um vermelho doce, perto do rosa.


    Gear Second

    - Gomu gomu no...
    Enquanto dizia tais palavras, o pirata aproveitando que o garoto estava a poucos metros do mesmo, estica seu braço esquerdo para o mesmo, com a palma de sua mão toda aberta, enquanto seu braço direito se contraia para trás com os punhos fechados.

    - Jet Pistol!
    Após mirar o corpo do garoto utilizando a palma de sua mão esquerda, com seu braço direito o futuro rei dos piratas desfere um golpe em direção ao garoto como se fosse um tiro. Num piscar de olhos o golpe parece ser invisível devido à rápida velocidade, era como se um tiro havia sido disparado de uma pistola.




    - Gomu gomu nooo... Após tais palavras o pirata contrai suas pernas e logo em seguida pula muito alto dentro da arca, ficando várias dezenas de metros acima do chão e do garoto.

    - ... HAWK, GATLING GUN!!!


    Enquanto plana no ar metros acima, o pirata utilizando de seu Gear Second, reforça ambos os punhos com seu Haki de armamento Busoshoku Koka, e logo desfere o que originalmente seria apenas seu golpe Gatling Gun, porém totalmente reforçado.


    Gear Second - Hawk Gatling Gun

    Enquanto desfere seu golpe, grande parte do chão e das casas começa a ser destruído, era como se uma metralhadora com tiros gigantes acertasse todo o local. Mesmo que o garoto havia conseguido escapar do golpe anterior, a técnica que estava sendo desferida por Luffy tomava grande parte do local. Conseguia permanecer no alto por mto tempo graças à força contrário que seus punhos faziam no chão e em tudo que tacara, porém lentamente o pirata caia e dezenas de segundos depois firmava os pés no solo.



    - EU SEREI O REI DOS PIRATAS!!




    Gritava Luffy fortemente, um pouco ofegante após sua metralhadora de golpes.

    Ao longe atrás do pirata, observava Allen e Timcanpy com um sorriso. Sabia que não precisariam se preocupar com aquele homem. Sua determinação era forte, nada o abalaria.



    O exorcista então desce de onde estava e começa a andar calmamente em direção ao fundo, subindo em direção a sala principal da arca.


    Última edição por TheCroco em Dom Abr 09, 2017 2:39 am, editado 2 vez(es)
    avatar
    DemonCaim

    Mensagens : 14
    Data de inscrição : 05/02/2016

    Re: Luffy X Sinbad

    Mensagem por DemonCaim em Sab Abr 08, 2017 4:53 pm

    “Ele aguentou meu golpe como se não fosse nada, pelo jeito ele não é só um garoto que estica o braço, ele pode ser feito de borracha”

    Depois dos devaneios Sinbad puxa a lâmina para trás enquanto observa seu oponente sem nenhum arranhão, o mesmo estica o braço esquerdo com a palma aberta, Sinbad não poderia deixar que o mesmo lhe agarrasse e com um movimento rápido dá um salto para trás para se afastar da mão de seu algoz, porém o que ele acreditou ser a ofensiva era apenas um contratempo, o braço direito do jovem ia para trás novamente, e como um gatilho suas palavras acionava aquele golpe, Sinbad só teve tempo do colocar a lâmina de sua cimitarra na frente de seu corpo segurando o cabo com uma mão e a lâmina com a outra dando apoio fazendo com que a parte mais larga da espada servisse de escudo para o golpe do pirata.

    O golpe acertava em cheio o jovem Sinbad, que tinha absorvido um pouco com sua espada, mas que não foi o suficiente, o impacto na lâmina do rapaz faz com que o mesmo perca o equilíbrio e seja arremessado para trás, voando alguns metros de distância, se colidindo com a porta de uma das casas, e invadindo a mesma, quando seu corpo toca o chão o mesmo começa a rolar até tocar na parede no final da casa que interrompe sua viagem.

    Meio enjoado, Sinbad cuspia uma pequena quantidade de sangue no chão, limpava a boca com as costas de sua mão direita, removendo o resíduo de sangue que sobrara, apoiava um dos joelhos no chão, e impulsionava o corpo para poder levantar, ao ficar de pé cambaleava um polco para conseguir se firmar, com a mão direita coçava a cabeça no ar de desconforto, mantinha a espada empunhada na mão esquerda, olhava para fora da casa e via seu oponente já preparar outro golpe.


    -Não posso perder, preciso mudar este mundo. Deverei usar todo o meu poder.

    Sinbad já estava decidido, usaria todo seu poder contra aquele pirata, não pretendia matá-lo, mas queria uma boa demonstração de poder, aquele jovem garoto poderia ser útil na companhia Sindrad.

    “Gomu Gomu no Hawk, Gatling Gun”

    Este era o estopim para liberar a fúria do jovem pirata, o mesmo já estava nas alturas, e começava a esticar seus braços contra o chão várias e várias vezes, cada impacto destruía parte do chão ou das casas, porém não tinha precisão, logo acertava vários locais diversos, incluindo o telhado da casa em que Sinbad estava fazendo o mesmo ir para os ares, abrindo uma brecha de fuga, mas tinha que ser rápido antes que outro golpe derrubasse a casa sobre o garoto.

    Sinbad embainhava sua cimitarra, levava a mão até um colar que estava em seu pescoço, o ornamento era feito de ouro e em seu centro tinha uma joia de cor vermelha escura, pressionava os dedos contra o ornamento que começava a emanar uma fraca aura.


    -Meu servo de engano e confiança. Transforme meu corpo no de um grande feiticeiro. Equipamento Djinn Valefor.

    O seu novo poder lhe dava o dom de voo. O que o fez sair pelo buraco no telhado e pairava no ar metros acima do pirata que ia planando até tocar o chão, deixando o cenário um verdadeiro caos.

    “eu serei o rei dos piratas”

    -Mas para isso tera que me derrotar.

    Flutuava agora mais baixo 3 metros de altura do chão, algumas escoriações no rosto era visivel.
    Sinbad agora tinha uma aparência diferente, seus longos cabelos de tom roxo, agora estavam prateados, e mais volumosos, no topo de sua cabeça surgiram duas orelhas caninas, as mesmas possuíam grandes brincos de argola de ouro, suas roupas haviam mudado, nas palmas de sua mão havia um olho em cada, e o jovem garoto agora tinha 7 caldas de raposa, imitando uma kitsune.




    -Você é mesmo forte, garoto, será muito útil para mim.

    Sinbad esticava o braço na direção do pirata, e abria a palma de sua mão, o olho de cor vermelha se abria intensamente e uma luz azulada brilhava.

    -Galfor Zayeil

    Uma especia de névoa saia da mão de Sinbad e dessa névoa, aproximadamente dez estacas de gelo saiam em alta velocidade e iam na direção d corpo do pirata.

    Segundos após o golpe Sinbad não era mais percebido onde estava, e depois da colisão das estacas de gelo contra o rapaz ou o chão Sinbad apareceria em sua frente, como um teleporte.
    Cada vez que o pirata tentasse golpear o jovem canino, o mesmo desapareceria e apareceria atrás do mesmo, Sinbad havia usado a habilidade de Valefor, estagnação, algo que deixa os movimentos do seu oponente mais lentos, mas sem o mesmo perceber, para o pirata ele estaria golpeando e se movimentando normalmente, mas Sinbad via esses movimentos extremamente lentos.
    Sinbad aparecia atrás de Luffy esticava a mão aberta novamente o olho brilhava um tom vermelho que logo era substituído por uma luz azul.


    -Galfor Kirestal.

    Esse golpe congelaria imediatamente o corpo de Luffy, o tornando uma grande pedra de gelo.
    avatar
    TheCroco

    Mensagens : 25
    Data de inscrição : 29/01/2016

    Round Final - Giganto Tõru Akkusu

    Mensagem por TheCroco em Dom Abr 09, 2017 9:40 am

    ATUALMENTE







    - Você não vai me derrotar... não abandonarei meus nakamas, nem meu mar!



    Ecoava o grito do pirata, que ficara dezenas de metros acima da arca, enquanto ondas de choque o rodeavam e uma grande pressão surgia dali, mudando totalmente o ambiente num grande raio em sua volta.






    MINUTOS ANTES





    “- Galfor Zayeil”





    Névoa surgia da mão do garoto de cabelos longos, e logo em seguida dessa vinham 10 estacas de gelo em direção à Luffy. Sem ter muito tempo de reação, o pirata apenas protege seu tronco e face, usando de seu Haki do armamento em ambos os antebraços como antes, defendendo aqueles que batiam e se desintegravam enquanto alguns passavam e acertavam o futuro Rei dos piratas no canto da cabeça e pernas.
    Num piscar de olhos o garoto que agora parecia mais uma raposa, aparecia em sua frente como um teleporte, lembrando a técnica utilizada pelos altos escalões da Marinha o Soru.  Luffy rapidamente começa a desferir vários golpes na direção do garoto, porém este facilmente desvia, demonstrando até debochar do pirata que passa a tentar acertar o mesmo com chutes, mas suas simples sandálias não acertam o alvo.





    - Vou te acertar.


    O ranger de seus dentes já demonstrava para seu adversário a frustração de não conseguir acertá-lo. No passar de um segundo, seu corpo passa a ficar com a segunda marcha ativa, o vapor voltara a exalar e sua pele novamente passava a ficar numa coloração vermelha doce, enquanto partes de seu corpo brilhavam um rosa forte. Seus punhos agora, ficavam reforçados com seu busoshoku, tornando-os novamente preto brilhantes.






    INTERIOR DA ARCA - SALA PRINCIPAL




    Allen agora sem o ativar de sua inocência, trajando suas roupas normais de exorcista, chegava junto com Timcanpy à sala principal da ARCA. Perto dum canto da sala branca, um piano vitoriano todo branco, possuía um detalhe amarelo em seu centro, algo parecido com um amuleto.

    - Preciso fazer minha parte. Rhode não vai conseguir seja lá o que planeja.


    Após sentar-se à frente do lindo piano, o exorcista fecha os olhos e respira fundo, como um pequeno gesto para se concentrar. A sua frente, acima do piano, vários símbolos aparecem, formando dois círculos perfeitos, que começam a girar lentamente.



    Aqueles símbolos se tratavam da escrita antiga dos Noah, Allen sendo quem é, era alguém capaz de entender tais símbolos e o único atualmente capaz de controlar a arca.
    Timcanpy permanecia a frente do exorcista, sobre a frente das teclas do piano, enquanto balançava calmamente o corpo, já sabendo o que viria momentos a frente.




    EXTERIOR DA ARCA





    Luffy ofegante, após várias tentativas, ainda não havia conseguido acertar o garoto raposa, mesmo com seu gear second ativo. Seu adversário ainda mantinha o tom de deboche, como se esperasse por algo.




    “- Galfor Kirestal”





    No instante seguinte, todo o corpo do pirata se congela, transformando-o numa grande pedra de gelo.

    A luta parecia terminada. Até o momento em que o gelo começa a derreter lentamente segundos depois e logo o pirata estica ambos braços, quebrando todo o gelo em seu corpo e derretendo os resíduos que ficavam no mesmo.





    - Sabe, conheço um velhote com um poder parecido. Graças a ele esse tipo de coisa não funciona mais contra mim. Dizia o pirata, com um olhar penetrante e totalmente sério ao garoto.


    Quando o momento final da luta parecia estar próximo já que o pirata demonstrava estar chegando perto do esgotamento, pois além de bem ofegante após vários minutos tentando golpear o inimigo, sangue escorria de sua cabeça e pernas; de repente uma música podia ser ouvida ao fundo, de baixo volume, com o passar do tempo, o volume aumentava, logo ficando num tom possível de se ouvir sem esforço.



    Aperte o play antes de ler o restante da postagem



    Sem saber explicar, o pirata sabia que o seu novo amigo era aquele por trás daquela bela música que começara a tocar. Todo o local começava a fluir de muitas partículas na coloração verde clara, quase branca. Alguns locais, ficavam com uma forte luz branca, brilhando cada vez mais.




    Se tratava da música que o exorcista tocava. Finalmente ela havia chegado à todos na arca. Parecia que finalmente a arca não estava mais em conflito, graças ao exorcista tocar a música na chave da arca, aquele bonito piano branco.



    - Gomu gomu nooo... ROCKET!


    Esticando metros ambos os braços, o pirata os lança ao alto e logo em seguida os desce com toda força ao chão, enquanto retira suas sandálias e pula com grande força ao alto, conseguindo ir até bem longe igual um foguete, graças ao impulso de seus braços.





    Enquanto isso na arca, o exorcista ficava com um semblante totalmente concentrado, sua música fluía levemente dentre todo o lugar em questão. Os destroços causados pela luta até o momento, começavam a se juntar e voltar para o local de início, todo o local passava a ser reconstruído. Sabia que mais destruição viria, mas por essa razão que tinha que continuar a tocar. O amuleto, que era a chave para um Noah controlar a arca, passava a ficar no meio dos círculos das letras da música, entrava em sincronia com Allen, causando um aumento das partículas em toda a arca, parecendo que o local ficara repleto de neve.





    ATUALMENTE



    - Você não vai me derrotar... não abandonarei meus nakamas, nem meu mar!

    Após tais palavras Luffy incha todo o seu tronco com Ar, graças a seu corpo de borracha e seu treinamento por 2 anos na ilha Rusukaina, o pirata consegue realizar esse tipo de movimento sem esforço.





    Com o corpo totalmente inflado e gigante, o pirata transfere todo o ar para sua perna esquerda, aumentando mais ainda logo em seguida, deixando-a num tamanho gigante. Com um forte impulso, levanta totalmente sua imensa perna, que ficava maior ao longo que ia se aproximando do gigante pé.






    - GIANT THOR...




    Graças ao atrito causado pela borracha, a altura que ali estava e a concentração de seu Haki do Rei, ondas elétricas começavam a surgir, o ambiente em volta do pirata ficara totalmente pesado, vapor que exalava do seu corpo partia a se misturar com os raios e logo se fundiam com a sua gigante perna esquerda, que no momento tomava em torno de um terço de todo o local.







    - AAAAAAAAXE!!!





    Com todas as suas forças, Luffy gira o seu tronco para a direita para pegar impulso, e desce sua perna e pé gigantes em direção ao garoto raposa. Se o seu adversário conseguia desviar facilmente dos seus golpes na segunda marcha, a melhor maneira de acertá-lo seria com o gear third ativo. Um golpe usando toda a sua força fundida com a terceira marcha certamente causaria problemas à raposa, ainda mais com a eletricidade estática junto ao golpe e a destruição que causaria.
    avatar
    DemonCaim

    Mensagens : 14
    Data de inscrição : 05/02/2016

    Re: Luffy X Sinbad

    Mensagem por DemonCaim em Seg Abr 10, 2017 6:47 am

    Nem mesmo seu Galfor Kirestal funcionava naquele inimigo, o mesmo era mais poderoso do que parecia.
    Repentinamente uma música de tom suave tocava bem ao fundo, o que fazia a arena ser tomada por uma luz branca em certos pontos, a música começava a ficar mais alta e podia ser ouvido por todo o local, a música parecia ser algo restaurador, pois todos os destroços começavam a se juntar e reformar o ambiente.
    Novamente seu oponente usava uma de suas técnicas erguendo os braços ao céu e logo em seguida os descia com força propulsionando seu corpo para cima, indo bem alto.
    Sinbad ficava observando seu adversário, parecia que o mesmo estava inchando, ficando gigante, e logo após alguns segundos todo o ar que parecia inflar o pirata foi transferido para a perna tornando-a gigantesca tomando um terço do local, quando o garoto erguia sua perna a mesma começava a emanar energia elétrica, possivelmente o atrito da borracha na altura em que o jovem estava causaria o possível poder elétrico.
    Sinbad tinha um plano, não poderia defender um possível golpe físico daquele imenso pé, mas podia anular o golpe elétrico, desfazia o poder djinn valefor, e sacava sua cimitarra, usava todo o poder daquele receptáculo de metal.
    Uma pequena coroa surge no topo de sua cabeça, seu corpo é coberto de escamas, e seu rabo de raposa agora da lugar a uma cauda de dragão, e a lâmina de sua espada dobra de tamanho e muda o formato da empunhadura.



    Segundo após o pé do pirata corta os céus indo na direção de Sinbad o mesmo impulsionava as pernas e se lançava aos ares voando, usando novamente de sua lâmina como escudo Sinbad colidia sua espada contra a sola do imenso pé do pirata, conseguia drenar toda a energia elétrica, mas não o impacto o mesmo fizera com que o jovem dragão fosse impulsionado de volta ao solo.
    A investida suicida servia para que o golpe do pirata não esmagasse como uma mosca o jovem Sinbad, e sim o jogasse para trás saindo da zona de impacto daquele imenso martelo de carne.

    Sinbad voava contra o solo e colidia contra algumas casas destruindo 3 delas e terminando sua viagem no solo deixando no mesmo um buraco com o formato de seu corpo.

    Se erguia com certa dificuldade, havia muitas escoriações, e hematomas no corpo do dragão, Sinbad com um sorriso animador, com os dentes pigmentados de vermelho, prepara o seu golpe final, mirava a lâmina de sua espada e ressoava mais um de seus poderes.


    -Bararaq Saiqa.



    Uma poderosa luz brilhava no céu acima de Luffy, uma poderosa energia elétrica se juntava e disparava um grande poder elétrico imenso que engoliria todo o corpo de Luffy, uma forte descarga elétrica de incontáveis volts, correria pelo corpo do pirata, e se beneficiando dos cortes em seu corpo poderia distribuir melhor a eletricidade por dentro do corpo do rapaz.
    Sinbad sabia que não mataria o rapaz de borracha mas poria um fim na batalha, o golpe possivelmente levava Luffy de volta ao solo, deixando um grande buraco no mesmo, que logo era corrigido pela música que ainda tocava ao fundo, incluindo as casas que Sinbad destruía.

    Voava até o pirata, e chegando perto desfazia sua transformação, andava com dificuldade até o jovem, e para mostrar que não demonstrava perigo embainhava sua espada.


    -Não pertenço a marinha, e não quero matar ninguém nem ferir seus amigos. Vim aqui para unir forças com o líder deste país, mas pelo jeito houve um equívoco.

    Respirava ofegante, e logo prosseguia.

    -Estou conquistando masmorras para aumentar meu poder e criar um mundo melhor, e gostaria de sua ajuda e de seus amigos. Quando eu for rei precisarei de aliados fortes, pois não posso reger o mundo inteiro sozinho.

    Esticava a mão para seu até então oponente.

    -Você é muito forte, certamente existem muitas pessoas poderosas por ai, mas nem todas tem um senso de justiça como o seu, e quer usar seus poderes para o mal, e com aliados forte como você eles não serão problemas. O que acha? Me ajudaria a conquistar este mundo e torná-lo um lugar melhor para todos?

    Sinbad tentava se manter em pé, esperava que seu possível amigo aceitasse sua oferta, respirava fundo, e repentinamente caia sentado no chão sorria e esperava paciente.
    avatar
    ale_allen
    Admin

    Mensagens : 33
    Data de inscrição : 03/02/2016

    Re: Luffy X Sinbad

    Mensagem por ale_allen em Qua Abr 12, 2017 2:52 pm

    Allen tocava o piano enquanto a batalha se encaminhava para seu final, a arca já estava totalmente reconstruida enquanto Luffy e Sinbad ficavam frente a frente, já destransformados, em outro canto distante do local, Rhode sorria enquanto abandonava a arca lentamente, Allen sabia dentro de si que aquilo significava algo, porém sem distrações, conseguiu achar o local de onde Luffy pertencia, assim abria um buraco embaixo do mesmo, fazendo-o cair, o mesmo com Sinbad, que o levava até seu companheiro, Allen sorria por um momento enquanto dizia já com a arca totalmente reconstruida.

    -Adeus, amigo.

    Allen já sabia que Sinbad não era o verdadeiro perigo e foi manipulado, assim fechando os 2 portais dimensionais, Sinbad saia como um escorregador proximo a seu aliado, enquanto isso em outro lugar...

    Um buraco surge no teto sobre o homem que mandava Luffy  para outra dimensão com a Dimenson Dimenson no Mi, em choque e sem entender, o homem que estava proximo de Nami ve algo surgindo ao longe no buraco, vindo com um grande sorriso, com o que de alguém que sabia que Allen o mandava para casa, dizendo as seguintes palavras:

    -Gomu gomu nooooooooooo...

    A força de sua voz, assim como o movimento de sua perna que esticava para cima sem fim, trazia a mesma de volta com tamanha intensidade e força que o homem ainda em choque não podia acreditar, afinal, não tinha ele se livrado de Luffy?

    -STAMP!

    A palma de seu pé com força total batia contra o rosto de seu inimigo, que ficava desacordado enquanto Luffy pousava sorrindo no solo, olhando para cima e admirando o buraco dimensional que se fechava, observando novamente o local, procurava Nami, que do nada sumia, até olhar para porta, lá estava ela, toda coberta de joias e tesouros.

    Vamos embora Luffy, já pegamos o que queriamos...

    - QUEEEEEEEEEEEEEE!

    Desacreditado porém sendo entendido por conhecer bem sua tripulação, Luffy gritava com Nami que só queria o dinheiro do local, enquanto Luffy finalizava rindo, saindo e indo embora de volta a suas aventuras...
    avatar
    ale_allen
    Admin

    Mensagens : 33
    Data de inscrição : 03/02/2016

    Re: Luffy X Sinbad

    Mensagem por ale_allen em Qua Abr 12, 2017 2:55 pm

    Julgamento

    Prologo
    Luffy-5
    Como é facil trabalhar dentro do universo de One Piece né? A interação é grandiosa, os por ques e por onde logo são respondidos, o encontro com um personagem de outro anime e a interação é muito bem feita, trazendo o melhor dos 2 para o leitor.

    Sinbad-4
    Grande interação ao passar exatamente o que foi descrito no resumo do personagem, a unica dúvida que me pega no caso é : Magi não tem um mundo próprio? Pois D-Gray-Man passa-se no nosso mundo, porém 2 ou 3 séculos atrás com a história sobre a religião trocada, acho que trabalhar essa passagem de mundos é interessante, nem que explicada de um jeito que não seja descrito, tipo passar por uma tempestade estranha que o levou a um lugar que parece diferente do que ele esperava, ou até usar a Rhode e o Conde do Milenio para trazerem os personagens a esse mundo por uma passagem pela arca, pois a Rhode manipula sonhos. Isso claro não diminui o bom post que fez.

    Round 1



    Luffy-5
    Trabalha bem os personagens focais de seus animes, a transformação de Allen e a maneira como Luffy toma a frente, o jeito como os dois se comunicam sem se falar, meio que pela confiança que exalam, fez um bom ataque, está escrevendo muito bem.

    Sinbad-5
    Você parece gostar mesmo do personagem e até se identificar, escreve com facilidade sobre o mesmo, interagi e mostra confiança em suas palavras assim como nas descrições das ações do personagem, diria apenas que o ataque ficou um pouco confuso, mas após reler umas 20 vezes fica intendivel, podemos relevar aqui sobre o fato de Luffy ser um homem borracha e receber um ataque eletrico, porém mostra continuidade com ataques fisicos e com sua arma. Muito bem.

    Round 2
    Luffy-5
    Aqui vemos o forte do por que continuamos fazendo o que fazemos, a descrição dos fatos junto a uma luta com quase nenhum erro de continuidade e esforço dos 2 oponentes em tentar trazer o melhor para os leitores, é isso que queremos ver, um Luffy que mesmo em um local diferente, com um adversário diferente, consegue passar para nós toda sua determinação, sua defesa e a continuidade de seus ataques elevam o nível da luta, que acredito que independa de ser 3 rounds ou 5 rounds, a pressão que é feita, assim como a vontade de retornar a seu mundo para dar continuidade a sua aventura faz com que Luffy use força total contra seu adversário.

    Sinbad-4
    Vamos lá, você fez um post muito bom, muito bom mesmo, se igualou a seu adversário, porém acredito que sua parte defensiva tenha tido uma pequena falha, ainda mais pelo golpe levado, imagine mil desses desferidos em diversos locais que até ok não te acertarem de inicio como descrito e a ação sendo executada para sair do mesmo, porém eu acho que faltou usar o time certo, parece que foi tudo meio camera lenta demais ou que os golpes do Luffy não eram tão velozes e potentes como o primeiro, mesmo que ao final tudo tenha acontecido de forma certa, acredito que faltou explicar devidamente como foi essa desviada, seguindo, seu ataque elevando o nível de batalha foi muito bom, usou de um poder diferente, no qual não se trata de velocidade vs velocidade, mas sim trabalhar algo que diminuia seu adversário ao ponto de fazer você veloz, grande movmento congelando totalmente o Luffy, vamos ver como segue.

    Round 3



    Luffy-4
    Essa é realmente uma daquelas lutas que deveria ter continuidade, afinal, está brilhante a leitura, agora vou explicar o por que 4 pontos, você recebe alguns danos causado devido as estacas de gelo, acredito que nesse momento, as que acertavam outras partes de seus corpo tenha faltado um entendimento do por que não perfuraram o pirata, assim como uma visão melhor do dano, que parece um pouco ser descrito após o descongelamento, fora isso, foi um show toda a transcrição, não se trata de equivalar adversário a personagens do seu anime, porém ataques semelhantes são realizados que possam fazer com que você tenha algo para se defender do mesmo, a continuidade de seus ataques foram significativos, trás a luta a um nível espetacular, fico impressionado, fechando com o Giant Thor Axe, mostra que realmente considera o adversário de nível e trás respeito ao que fazemos aqui.


    Sinbad-5
    Inteligente e com boa movimentação, acredito que esse post talvez tenha trazido o melhor de você junto a seu personagem, assim como penso que talvez se não fosse o ultimo round, veriamos algo a mais aqui, porém é como se fosse uma entrevista epica que acaba as 9 horas e já são 8:59:59. Não tem mais tempo, mas também não quer dizer que não deva haver continuidade, atacou seu adversário e não ignorou o golpe, foi inteligente para diminuir o impacto e contragolpear usando artificios do cenário, foi muito interessante ao meu ver e até podemos dizer que o golpe foi diminuido pelo tom de paz que se tomou o fim do embate, parabéns.


    Luffy - 19
    Sinbad - 18


    Acredito que não dependemos de pontos aqui, foi uma grande luta e ambos se destacaram bastante trazendo um bom lado de si e do personagem para a batalha, tivemos deslizes minimos, que são consideráveis, porém acredito que o que tenha se ganho aqui foi para todos, mostrando que ainda temos folego e nivel para mantermos o que fazemos aqui por mais algum tempo, mesmo a idade avançando e a distancia atrapalhando, assim como os afazeres, trago isso ainda mais para dar o veredito final, pois acredito que o nível da luta mesmo elevado, trouxe algo que vejo bem em minhas nas minhas lutas abertas, acredito que sou pressionado pelo tempo, por mais que tento não dar importancia e pensar, vejo que ficou faltando o algo a mais e é isso que vi em você Caim, o Danilo escreve muito bem e achei até a luta parelha, porém por ser um vagabundo (brinks) acho que não tem tanto a pressão que o tempo nos dá, não que sejamos obrigados a postar, porém você está escrevendo e quer acabar sua ação, porém já é domingo a noite ou segunda pela manhã antes de sair do trabalho e ainda está no meio da escrita, pode até ser que não, mas sinto bem isso, o que faz com que o vencedor dessa luta seja aquele que trouxe mais intensidão a batalha e emoção -LUFFY-
    avatar
    Billy-XIV

    Mensagens : 7
    Data de inscrição : 18/01/2017
    Idade : 30

    Re: Luffy X Sinbad

    Mensagem por Billy-XIV em Sex Abr 14, 2017 6:03 am

    Bem, e lá vamos nós. Meu modo de julgo é um pouco diferente das quais notei aqui no fórum, apenas pelo fato de que não me prendo a pontos, analiso a performance de cada personagem em cada turno de forma individual, porém sem atribuir a ele uma nota e no fim declaro o vencedor (ou empate) com base em tudo o que vi durante o combate. Pois bem, vamos ao que interessa.

    Prologo

    Luffy
    Muito bom, ótima interpretação do chapéu de palha, Allen é um personagem que conheço menos, mas a interpretação me pareceu boa também, só achei as descrições um tanto quando simplórias demais, porém foi um ótimo prologo.

    Simbad
    “Eu matei Mufasa”
    Não falarei de interpretação até o momento pois não conheço o personagem, verei se seguirá um padrão durante a luta. Se tinha achado a descrição de Luffy simplórias demais não sei o que falar das de Simbad, parece que simplesmente passou longe. Quem é Já’far? Era Rei Leão ou Alladin carai?

    1º Turno

    Luffy
    Ótimo primeiro turno, bem descrito e interpretado, começando com um ataque potente e direto, gostei bastante.

    Simbad
    Bom primeiro turno também, me pareceu ser um personagem frio em combate, a descrição aqui se mostra presente, porém uma coisa me deixou confuso, não foi descrita nenhuma transformação, porém nas imagens postadas mostra um Simbad transformado sem nenhum atento, também achei confuso o último parágrafo, você o golpeou com as duas pernas visando a cabeça ou você caiu ao seu lado o golpeando com a espada? Se os dois achei uma ação um tanto espalhafatosa, afinal se você o golpearia com as duas pernas o único impulso que você conseguiria seria contrário a ele, logo em momento algum você cairia ao seu lado.

    2º Turno

    Luffy
    Manteve o nível do primeiro turno, porém acho que dependeu um pouco demais das imagens na descrição, sou da ideia que mesmo as usando a descrição não deve ser diminuída. Uma coisa que me deixou meio assim foi como foi dada a motivação para Luffy, no inicio ele golpeou Simbad apenas com a suposição de que ele pudesse ter relação com o sumiço de seus companheiros, ok, mas depois ele ouve a frase “Apenas um poderá ser o Rei”, legal seria o ideal para elevar a determinação de Luffy, afinal poderia ser aquele à sua frente alguém que também estava atrás do One Piece e competia pelo título de REI DOS PIRATAS, usar isso e o ligar à marinha eu achei completamente sem sentido, afinal creio eu que se a marinha alcançar o One Piece o responsável não terá o REI DOS MARINHEIROS. Bem nisso tem um pouco de opinião própria, mas achei meio bizarra essa ligação de “quero ser o Rei” com “ele deve ser da marinha”.

    Simbad
    Muito bom, descrição perfeita, ótimo ataque, bem apelão inclusive ^^. A única coisa que senti falta foi como desviou ileso dos golpes do Gatling Gun? Se utilizou da mesma técnica da ofensiva faltou ressaltar este fato.

    3º Turno

    Luffy
    Muito bom, utilizou conhecimento de D Gray Man para dar um toque extra na arena (não ganha pontos por isso, mas ficou bem legal), ótimo uso de força mais o calor gerado pelo Gear Second para sair do gelo, e um ótimo ataque, faltou um pouco de descrição sobre o que exatamente é o Haki do Rei, colocou ali, mas o que exatamente é? Para quem não lê One Piece fica boiando, mas foi um belo ataque.

    Simbad
    Ótima estratégia defensiva, amenizar o golpe e ainda assim aumentar seu poder, porém no ataque acho que não foi muito inteligente, não sei quais são os poderes de Simbad, porém ele já deduzia seu oponente ser feito de borracha, utilizar um golpe elétrico não me parecia ser a melhor das ideias, mesmo golpe sendo muito poderoso o dano seria muito amenizado considerando a resistência natural de seu adversário, mesmo ressaltando o fato dos cortes e do sangue não acho que teria sido um golpe muito efetivo. Considerando o senso de justiça e personalidade clichê de protagonistas o desfecho me pareceu bem coerente, só não sei se conseguiria um “voo tranquilo” até Luffy se a luta já não tivesse terminado.

    Resultado
    Bem, os dois me pareceram muito bons em interpretação, Luffy conheço um pouco e gostei do que vi, Simbad não conheço nada, porém não vi nada que desabonasse sua interpretação.
    Descrição ambos falharam em determinados pontos, Simbad no começo pareceu esquecer completamente do que se tratava, foi melhorando até que na segunda metade ficou muito bom, Luffy utilizava muito o nome das técnicas, mas não explicava muito algumas delas, deve se levar em consideração que ninguém é obrigado a conhecer o mangá nem anime, mesmo sendo o mais famoso e popular atualmente.
    Sobre o combate gostei bastante, alguns detalhes pequenos, mas nada tão grave.
    Bem gostei da luta, foi curta e não foi difícil de ler, porém é um resultado difícil para mim que não sou adepto de pontos, ambos demonstraram níveis diferentes, um começou pior mas melhorou e muito no decorrer, outro manteve um mesmo e bom nível do início ao fim.
    Geralmente costumo dar mais ênfase aos últimos turnos, e nesta parte Simbad foi superior, mas como não estamos em um torneio e não estou falando de lutadores iniciantes não posso ignorar também o início, no qual Luffy foi muito superior, neste caso declaro:

    EMPATE

    Bora terceiro julgo.

    Conteúdo patrocinado

    Re: Luffy X Sinbad

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Dez 14, 2017 4:59 am